13º Domingo do Tempo Comum
Seguir-Te-ei, Senhor; mas deixa-me ir primeiro… (cf. Lc 9,51-62)
Jesus toma a decisão de cumprir a vontade do Pai,
sem “mas”, nem “nãos”, nem “agora não posso”…
A sua encarnação é despojamento total que desce do Céu à Terra,
a sua missão é serviço misericordioso de salvação sem limites,
a sua redenção é entrega total de vida na subida a Jerusalém,
a sua ressurreição é fidelidade eterna na Palavra e Sacramentos!
Tudo faz de forma decidida, indo à frente, com a mansidão da Palavra!
Aos discípulos que fazem parênteses para desejos de vingança,
Jesus volta-se, repreende-os e aponta-lhe um caminho alternativo!
Aos que O procuram como Senhor, propõe-lhe o caminho do serviço!
Aos que querem adiar ou colocar outras prioridades na vida,
diz-lhes que deixem tudo e vão anunciar o Reino deDeus!
Os vários papéis que cada um tem que exercer ao longo dia,
criam prioridades diferentes, fragmentação e dispersão de objetivos!
O papel que exercemos na família, no sociedade e na Igreja,
nem sempre se rege pela mesma ética de valores
e transforma-nos em atores que obedecem a realizadores diferentes!
Por isso, o seguimento de Jesus aparece fragmentado,
intermitente, aos avanços e recuos, entre o travão e o acelerador!
Isto cria medo de sins para toda a vida, cansaço de falhar,
adiamentos estratégicos, folgas de evasão, incoerências justificadas!
O seguimento de Jesus anda precedido de muitos: “deixa-me primeiro”!
Senhor, Mestre de vida unificada pelo amor epela fidelidade,
concentra o nosso coração e unifica-nos na dispersão!
Envia-nos o teu Espírito e fortalece-nos a coluna vertebral da fé,
para que saibamos ser cristãos na família, na sociedade e na Igreja!
Abre-nos ao teu chamamento e alimenta a nossa fidelidade,
para que haja prioridades inegociáveis na nossa vida,
e saibamos permanecer ouro mesmo no meio do lixo!
Liberta-nos de tudo o que trava o nosso seguimento fiel,
de todo o mau sentimento, de todo o egoísmo,
das desculpas que justificam e sustentam o pecado!
Ajuda-nos, em tudo e sempre, a anunciar o Reino de Deus!
Pe. José Augusto15918991695_69fd34fc4a_z

Comentários

Comentários