2ª Domingo da Páscoa – Divina Misericórdia

Veio Jesus, estando as portas fechadas, apresentou-Se no meio deles e disse: «A paz esteja convosco». (cf. Jo 20,1-31)
O Domingo é o primeiro dia da Semana da Vida,
o Oitavo Dia da nova criação de horizontes abertos,
o Dia do Senhor da nova aliança e da misericórdia infinita,
o Dia do encontro celebrativo da comunidade na Eucaristia!
Jesus vem, mesmo que tenhamos as portas fechadas com o medo,
traz-nos a sua paz, sopra sobre nós o seu Espírito,
alimenta-nos a fé e envia-nos em missão!
A nossa vida em Cristo é puro dom da sua misericórdia,
confirmada e fortalecida cada vez que nos reunimos em seu Nome!
A “porta fechada” é o ícone que melhor carateriza a sociedade atual!
Enquanto que a comunidade primitiva se reunia à porta fechada,
para enfrentar juntos o medo e fazer memória de Cristo,
hoje fechamo-nos solitários no quarto, na casa, no silêncio,
com as portas aferrolhadas, com medo dos ladrões
e das pessoas que julgamos quererem invadir a nossa intimidade!
Para aguentar a frieza da solidão e da incomunicabilidade presencial,
montamos ar condicionado, enchemo-nos de coisas de entretimento,
ligamo-nos a um mundo virtual, compramos um animal de estimação,
e vamos observando o mundo, filtrado pelas grades do temor!
Como seria bom, se cada Domingo saíssemos do nosso casulo,
nos encontrássemos para celebrar a vida e a esperança,
saboreássemos a misericórdia e nos abríssemos ao perdão!
Senhor, Caminho e Porta que abre as nossas portas fechadas
do egoísmo, do comodismo e do medo de Deus e dos outros,
vem e dá-nos o dom da tua paz e do Espírito libertador!
Cristo, que não desistes de nós, como não desistes de Tomé,
mostra-nos o teu Coração aberto e misericordioso,
que nos diz em cada Eucaristia: “O meu amor por ti é grande
e incondicional, toca-Me, escuta-Me, alimenta-te e crê!”
Meu Senhor e meu Deus como somos indignos de tanto amor!
Ensina-nos a arte de entrar nas casas de portas fechadas,
não para roubar, matar ou violar, mas trazer a paz e alegria,
fazer companhia, animar a esperança e aquecer a confiança!

Comentários

Comentários