Noite de Natal

Aparentemente uma noite de Natal igual a tantas outras… O frio, a chuva e o vento que se sentiam ouviam “lá fora” convidavam a ficar junto a lareira a descansar de todo o frenesim e agitação, propícios desta quadra natalícia!

Porém, era chegada a meia-noite, hora que tradicionalmente alguns cristãos se deslocam até à sua Igreja para celebrar a tradicional Missa do Galo. Outros questionam-se sobre o que nos levará a deslocar até à missa, aquela hora… hora ainda de abrir os também tradicionais presentes. Mas como poderíamos nós Cristãos passar o Natal sem louvar e agradecer aquele que é o responsável máximo de toda esta quadra: Jesus! Como dizia o cântico inicial: é uma alegria viver no Senhor pois ele veio trazer-nos a Salvação e o amor, este sim, o verdadeiro significado do Natal… É o tempo propício para agradecer a este “Deus Santo, Deus forte e imortal… por encerar-se pequenino sob o véu sacramental”. Que saibamos encontrar em cada um de nós também o verdadeiro amor que muitas vezes deixamos que caia no esquecimento, para que esta paz se torne em nós real e os “nossos corações possam ser o presépio onde Jesus irá nascer!”. Que a luz que o Salvador nos transmitiu jamais se apague nos nossos corações! O Senhor fez em nós maravilhas, pois que “Cantem glória os Anjos do Céu” é Natal, nasceu o nosso Salvador, é tempo de Alegria!

Rita Matias

Comentários

Comentários