Arqueologia: Especialista italiano diz ter encontrado túmulo do apóstolo Filipe, na Turquia (atualizada)

Jornal do Vaticano considera «provável» esta descoberta

Lisboa, 28 jul 2011 (Ecclesia) – O arqueólogo Francesco d’Andria afirmou esta quarta-feira ter encontrado na Turquia o túmulo de São Filipe, um dos doze apóstolos de Jesus, após anos de escavações em Pamukkale, na zona oeste do país.

“Há 12 anos que tentamos encontrar o túmulo de São Filipe. Finalmente encontrámo-lo entre os escombros de uma igreja que escavávamos há cerca de um mês”, disse Francesco d’Andria, professor de arqueologia e história da arte grega e romana na Universidade de Salento, na Itália.

O arqueólogo explicou que o túmulo ainda não foi aberto, mas acredita que a sua estrutura e as escrituras na pedra provem que aquela seja efetivamente a sepultura de São Filipe (século I).

“Um dia será aberta. Esta descoberta é de grande importância para a arqueologia e para todo o mundo cristão”, disse.

Um edifício octogonal guardou a memória do apóstolo São Filipe em Hierápolis, antiga cidade do Império Romano, existindo ainda uma basílica erguida no século V.

Em declarações ao jornal do Vaticano, ‘L’Osservatore Romano’, Francesco d’Andria indica que “esta igreja foi construída em volta de uma sepultura romana do século I que, evidentemente, era tida em grande consideração, dado ter-se decidido edificar uma basílica, mais tarde”.

A edição de 29 de junho do periódico, disponível desde esta tarde, cita Eusébio de Cesareia, autor do século IV, que identificava o apóstolo Filipe como aquele que “repousa em Hierápolis”, uma localização da qual, segundo o ‘Osservatore Romano’, “não restam dúvidas”.

O jornal considera que a missão arqueológica italiana iniciada em 1957 e hoje composta por uma equipa internacional “terá provavelmente descoberto o túmulo do apóstolo”.

Hierápolis é hoje considerada Património Mundial da Unesco e conhecida também por “cidade sagrada”.

Originário da Galileia, Filipe foi um dos doze apóstolos, tendo viajado, após a morte de Jesus, para evangelizar as regiões da Ásia Menor.

Segundo documentos e testemunhos históricos, o apóstolo terá sido lapidado e depois crucificado pelos romanos.

As relíquias de São Filipe estão guardadas numa igreja de Roma, juntamente com as de São Tiago Menor; a festa litúrgica dos dois apóstolos é celebrada anualmente a 3 de maio.

RM/OC

Notícia atualizada às 17h30

Internacional | Agência Ecclesia | 2011-07-28 | 13:16:18 | 2251 Caracteres | História da Igreja

Comentários

Comentários