Celebramos, este sábado, dia 22 do corrente mês de Outubro, mais um aniversário da Dedicação da nossa Catedral; uma celebração que é Solenidade na Catedral e Festa em todas as outras Igrejas da Diocese. A Catedral, para além de ser o grande monumento da nossa Cidade, é o símbolo por excelência da Igreja Diocesana, da unidade e do empenho pastoral conjunto de todas as comunidades cristãs da nossa Diocese. Vamos, por isso, nesta solenidade, lembrar o nosso programa pastoral centrado, este ano, no esforço por aprofundar a Fé, através do encontro com a Palavra de Deus, e em particular do Evangelho de S. Marcos. Temos, além disso, a preocupação, durante todo este ano, de estimular o esforço dos cristãos e das comunidades cristãs para convocarem outros para este encontro com Cristo, através da Sua Palavra. Para tal, contamos com a ajuda de duas Ordens Religiosas Missionárias, que já nos estão a ajudar neste processo a que chamamos Missão para Nova Evangelização. Também nos preocupa a reorganização da Diocese para conseguirmos um melhor aproveitamento do Ministério Sacerdotal e sua articulação com o Ministério do Diaconado Permanente e outros ministérios eclesiais não ordenados.
Este espírito de atenção a toda a nossa realidade pastoral diocesana queremos continuá-lo no dia seguinte, com ordenações de diáconos permanentes, em celebração que terá início às 16H00, na mesma Catedral. Será mais um momento denso para toda a nossa Igreja Diocesana, que, também desta forma, quer preparar os caminhos do futuro. E estes caminhos do futuro estão-nos a pedir, cada dia com mais clareza, que o Ministério Sacerdotal seja bem conjugado com os outros ministérios, a começar pelo Ministério também Ordenado dos Diáconos Permanentes.
Desejamos, por isso, viver estes dias em especial clima de oração, sobretudo por aqueles que se vão ordenar e também para que mais este aniversário da Dedicação da Catedral possa estimular o dinamismo evangelizador de todas as nossas comunidades cristãs.

Comentários

Comentários