Nomeações

1. Rev.do Padre Luís Miguel Alves Nobre – Pároco da Paróquia de Vale de Prazeres, arciprestado de Alpedrinha.

2. Diácono Carlos Manuel Frias: Cooperador Pastoral no Arciprestado de Almeida, sob orientação do Arcipreste, para os serviços da Formação e da Pastoral da Caridade.

3. Diácono Júlio César Silva: Cooperador pastoral para o apoio à formação litúrgica na Diocese, sob orientação do Presidente do Secretariado da Liturgia, Rev.do Padre José António Dionísio Sousa.

4. Diácono José Joaquim Pereira: Cooperador pastoral no Gabinete de apoio aos Centros de Pastoral Social, sob orientação do Rev.do Padre Carlos Alberto Correia Lages; Cooperador Pastoral na Paróquia de Carvalhal Meão, sob orientação do Pároco, Rev.do Padre Ângelo Miguel Nabais Martins.

5. Diácono Pedro Inácio Fernandes: Cooperador Pastoral no Gabinete de apoio à administração das Paróquias (vertente da organização económica).

6. Diácono Alberto Nascimento Domingues: Cooperador Pastoral nas Paróquias confiadas ao Reverendo Padre Alfredo Marques Gabriel, no Arciprestado de Trancoso.

7. Diácono Luís Manuel Albino Salvador: Cooperador Pastoral no serviço de apoio à formação, no Arciprestado de Trancoso, sob orientação do Arcipreste.

8. Diácono Raúl António Ribeiro: Cooperador pastoral na Caritas Diocesana, sendo membro da Direcção da mesma, em articulação com o assistente Rev.do Padre Américo Real Barroca.

9. Diácono José Manuel Andrade Malaca: Cooperador Pastoral nas Paróquias de Vila do Carvalho e S. José, sob orientação do Pároco, Rev.do Padre Henrique Manuel Rodrigues dos Santos.

10. Diácono Manuel Nogueira Gonçalves: Cooperador Pastoral na Paróquia da Conceição, Covilhã, sob orientação do Pároco Rev.do Padre Fernando Brito dos Santos.

11. Gabinete de apoio aos Centros Sociais Pastorais: P.e Carlos Alberto Correia Lages (presidente) e P.e António Carlos Marques Gonçalves – Direito Canónico, Diácono José Joaquim Pereira – Direito Civil.

12. Gabinete de apoio administração das Paróquias: Vigários Gerais, Diácono Pedro Inácio Fernandes e Henrique Figueiredo.

Apoio aos Párocos e organizações paroquiais pedido na última Assembleia Geral do Clero

1. Foi pedido na última Assembleia Geral do Clero realizada em Maio de 2010 uma instância diocesana de apoio jurídico-canónico aos Párocos e respectivos serviços paroquiais.
2. Entendemos que este serviço diocesano de apoio aos Párocos devia ser precedido de uma recolha de toda a respectiva legislação canónica e suas implicações civis que, uma vez reunida em livro próprio, fosse objecto de formação às instâncias paroquiais nela implicadas. Foi o que fizemos, com a publicação do livro intitulado Legislação Diocesana das Paróquias e administração paroquial, Guarda, 2011, que apresentámos, por arciprestados, às Comissões da Fábrica da Igreja e outros responsáveis de organizações e serviços paroquiais.
3. Depois de organizarmos a legislação e termos promovido a sua publicação em livro próprio e ainda termos desencadeado um conjunto de formações por arciprestado, entendemos haver lugar para dois serviços diocesanos complementares que apoiem a aplicação desta legislação e possam intervir em casos pontuais mais difíceis – um deles vai ser o Gabinete de apoio à administração das Paróquias, com as vertentes de pastoral geral e de organização econó¬mica. O outro vai ser o Gabinete de apoio aos Centros Sociais Pastorais e outras valências da Pastoral Social.
4. O Gabinete de apoio à administração das Paró-quias fica assim constituído: Os dois Vigários Gerais, Diácono Pedro Inácio Fernandes e contabilista Henrique Figueiredo. Contempla duas áreas distintas. Uma, de pastoral Geral, confiada especialmente ao Vigário Geral, Cón. Manuel Alberto Pereira de Matos, para dar especial atenção à pastoral das festas, aplicação das orientações existentes sobre a Iniciação Cristã, iniciativas de formação cristã de adultos e funcionamento de estruturas de participação, como são os conselhos pastorais. A outra vertente trata de apoiar a organização económica das paróquias, nomeadamente contabilidades e prestação de contas, defesa, organização e valorização de património e ainda a vida de organismos paroquiais como as irmandades e outras associações, segundo as normas. Esta segunda área de intervenção fica na dependência do Vigário Geral Ecónomo, Cón. Carlos Augusto Pina Paula e conta com a colaboração directa do Diácono Pedro Inácio Fernandes e do contabilista Henrique Figueiredo.
5. O Gabinete de apoio aos Centros Sociais Pastorais e outras unidades de pastoral social fica assim constituído: P.es Carlos Alberto Correia Lages (Presidente) e António Carlos Marques Gonçalves –Di-reito Canónico, Diácono José Joaquim Pereira -Direito Civil. Compete-lhe dar assessoria jurídica na criação ou remodelação de estatutos, resolver problemas pontu¬ais e desenvolver iniciativas de formação para quadros e pessoal de serviço. A sua área de intervenção mais directa são os Centros Sociais Paroquiais, mas compete-lhe também estimular outras formas de Pastoral da Caridade organizada, que incluímos na designação geral de unidades de pastoral social, nas comunidades cristãs que ainda as não têm e igualmente promover colaborações das Paróquias com outras instâncias de intervenção social que existam na sua área geográfica.

Guarda,19 de Dezembro de 2011

+Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

Comentários

Comentários