Divisão do tempo

Alguém um dia se lembrou
De cortar o tempo em fatias
E para não haver engano
Formou doze fatias, por igual
Depois deu-lhe o nome de ano.

Rodamos nele os doze meses
A trabalhar, até à exaustão
A sonhar, a sorrir e a falar
A compreender e dar a mão
Gestos de amizade partilhar.

Ao longo destas fatias, o ano
Houve muitos eventos realizados
A esperança na vida renovada
O amor e sucessos esperados
Desejos e sonhos concretizados.

Desejo todas as cores desta vida
As mais belas do arco-íris de luz
Para todos a ternura do sorriso
Da confiança que nos seduz
Da Fé firme que renova o indeciso.

Desejo para todos, no novo ano
Que a amizade seja, em nós, sincera
Que vivamos como família unida
Que se abra em nós uma nova era
Dando as mãos no caminhar da vida.

Irmã Gracinda Martins

Pinhel – 2016

Comentários

Comentários