As diferentes cores litúrgicas visam manifestar externamente o caráter dos mistérios celebrados, e também a consciência de uma vida cristã que progride com o desenrolar do ano litúrgico.

No princípio havia uma certa preferência pelo branco. Não existiam ainda as chamadas “cores litúrgicas”. Estas cores foram fixadas em Roma no século XII. Em pouco tempo os cristãos do mundo inteiro aderiram a este costume.

Nos dias hodiernos está previsto também no nº 346 g’ da IGMR que se usem em dias mais solenes outros paramentos festivos ou mais nobres, ainda que não sejam da cor do dia.

Comentários

Comentários