É também e primeiramente aqui que a Igreja tem de comunicar!

A celebração exequial de ontem…

No cântico da comunhão cantava-se “Subam até Vós, ó Senhor, as nossas orações e as nossas ofertas como nuvens de incenso.” Surgiu em mim aquela voz que me inquieta e me pergunta: onde está o turibulo? Onde está o incenso? Não cheirei, não vi… Certamente culpa minha (ainda ando com os de substituição desde o acidente). Mas consegui lembrar-me do sorriso humilde e esse sim comunicante de um Homem de Deus que és padre José Soares Carvalheira.   

Comentários

Comentários