ESCUTISMO…UMA FORÇA…UMA CHAMA VIVA

Na manhã do primeiro Domingo de Novembro, o Centro da Cidade da Covilhã foi acordado por um desfile de centenas de jovens Escuteiros de vários Agrupamentos e Núcleos da Fraternidade Nuno Álvares Pereira, animados com as fanfarras de Valverde e do Teixoso.

Celebravam-se o 37º Aniversário do Núcleo da Fraternidade Nuno Álvares, do Dia do seu Patrono e o 69º Aniversário Natalício de D. Manuel Felício – Bispo da Diocese da Guarda.

Há quatro décadas nasceu na Covilhã este Núcleo, graças ao conjunto de esforços de diversos escuteiros, que pela idade já não sentiam estar nas fileiras, mas ainda conservavam dentro deles a força, o dinamismo e o espírito escutista, na defesa da floresta e do ambiente.

Entre esses heróis, já falecidos, encontravam-se João Gabriel da Silva, Plínio Fiadeiro, José Manuel Morais. Foram recordados na Eucaristia celebrada na Igreja de Santiago e na romagem ao cemitério covilhanense. Estão ainda no meio de nós José Manuel Fernandes, Manuel Gonçalves e Jorge Carapito.

O Bispo da Diocese salientou que todos devem olhar para as virtudes de São Nuno e colocá-las em prática. Felicitou a Fraternidade da Covilhã, na pessoa do Senhor Presidente do Núcleo – Francisco Farias e os Escuteiros dos Agrupamentos da Diocese ali presentes. Aniversariante, D. Manuel Felício foi felicitado por todos os presentes e acariciado com algumas lembranças, saliento a da FNA da Covilhã um lenço castanho, símbolo da terra e do burel de Nuno de Santa Maria, as crianças do 5º ano da Catequese de Aldeia de Joanes, que lhe deixaram uma mensagem escrita e por iniciativa da sua Catequista, juntou um quadro. Infelizmente ainda há, pessoas com responsabilidades que olham com desdém e desprezo para estes aniversários. O Presidente da União de Freguesias Covilhã-Canhoso, – Mário Rui que pela terceira vez marcou presença neste evento, não deixou de referir que a autarquia está disponível para colaborar e ajudar as instituições, principalmente todas aquelas que se integram nos valores da Fraternidade, entregando um subsídio e a bandeira da União de Freguesias. Agradeceu o apoio que tem recebido ao longo destes anos. Francisco Farias, presidente do Núcleo da FNA da Covilhã, salientou que foi “com muita satisfação e orgulho ter connosco o Senhor Bispo neste Aniversário. Aceitou o nosso convite – bem-haja, pela sua presença. ” Também dirigiu palavras de agradecimento à C.M. da Covilhã, pelo apoio logístico, o carinho e a abertura para que este evento fosse possível. Ao Chefe Regional do CNE, que desde a primeira hora apadrinhou este evento com todo a sua lealdade escutista. “A vós escuteiros e fraternos sinto-me lisonjeado pela vossa presença, com forte representação do CNE, apraz dizer: UMA VEZ ESCUTEIRO, SEMPRE ESCUTEIRO.” E terminou com a frase de Baden Powell: “ A MELHOR MANEIRA DE SER FELIZ É CONTRIBUIR PARA A FELICIDADE DOS OUTROS.”

A encerrar as comemorações do aniversário, por proposta da Direção do Núcleo da Covilhã da FNA e por decisão d Direção Nacional da Fraternidade Nuno Álvares Pereira, Alberto Ramos recebeu o Diploma da Cruz de Mérito Santo Condestável, que lhe foi entregue pelo Assistente do Núcleo, Padre Rafael Mourão.  Alberto Ramos é um o decano do Escutismo, filiado desde 1936, tendo passado para a FNA da Covilhã em 1988. O galardão justifica-se por ser possuidor de um elevado espírito escutista, sempre presente nas atividades da FNA, tendo dignificado a Associação e a Região. É um Homem de sentido apurado, acompanhado por uma fé inabalável, sempre com uma palavra positiva a transmitir às gerações mais novas.

Parabéns e longa vida.

António Alves Fernandes

Aldeia de Joanes

Outubro/2016

30420863666_b70fb32cf1_z

Comentários

Comentários