Festa da Apresentação do Senhor

Serão para o Senhor os que apresentam a oblação segundo a justiça. (cf. Mal 3,1-4)
 
É Deus quem purifica e consagra pessoas e templos
para o louvor perfeito e o agir justo na liturgia da vida.
Envia mensageiros que preparam a Sua vinda:
João Batista, Maria e José, Simeão e Ana, eu e tu…
Jesus, tesouro sublime, embalado nas mãos de Maria,
entra no templo, esperado pelos movidos pelo Espírito,
pois só estes conseguem ver a Luz da nações neste menino.
Deus vem ao encontro de si mesmo,
quando a profecia toma rosto e coração humano
e se faz escuta, acolhimento, oferta e anúncio jubiloso.
 
Todos somos consagrados ao Senhor no Batismo:
lavados da raiz do pecado pelo Filho, Cordeiro Pascal,
habitados em templos vivos pelo Espírito de santidade,
acolhidos, na graça, como filhos de Deus.
A vida consagrada faz da consagração um estilo de vida,
prometendo, o que só se pode conseguir pela graça:
viver como Jesus viveu, pobre, casto e obediente.
É uma ousadia todos os dias recomeçada e purificada.
 
Senhor Jesus, Luz das nações só visível à luz do Espírito,
unge-nos profetas e faz de nós especialistas na linguagem do Céu.
José e Maria que fizestes do dom do vosso Filho
uma oferta consagrada ao Senhor do Universo,
ajudai as nossas famílias a serem generosas e confiantes
na apresentação dos seus filhos a Deus e de Jesus aos seus filhos.
Jesus, que chamas alguns e algumas a imitar o Teu viver,
dá o dom da fidelidade e da fortaleza à vida consagrada
e desperta, em muitos jovens, a paixão por seguir-Te e imitar-Te.

 

Pe. José Augusto Leitão

Comentários

Comentários