FUNDÃO – INVESTIDURA DOS ELEMENTOS DA FRATERNIDADE NUNO ALVARES

UMA VEZ ESCUTEIRO,SEMPRE ESCUTEIRO.

No passado dia 5 de Março, pelas 19h00, nasceu uma nova estrela no céu.

A estrela tem 6 pontas, não sendo de todo a estrela de David, mas sim dos novos fraternos que fizeram a sua investidura na Igreja Matriz do Fundão.

Cada ponta tem um nome, a Ana Rita o António Fernandes, o Rui Flores, a Fátima Gonçalves, a Manuela Martins e o Armando, ligadas pelo mesmo objetivo: ser simplesmente escuteiro.

A cerimónia foi memorável abrilhantada pelo Grupo Coral da Paroquia de Aldeia de Joanes. Na assembleia de fiéis os notáveis eram imensos, diria mesmo, incontáveis.

A Igreja Matriz do encheu-se de escuteiros de várias idades e associações, tendo havido um desfile logo no início da celebração, com bandeiras a abrilhantar a Eucaristia de Investidura.

O Padre Jorge Colaço presidiu. E efetivamente deu mesmo o seu melhor como pároco e pessoa. Embora na juventude não se tenha iniciado no Movimento Escutista, a sua postura e ação foram reveladoras de alguém, que há muitos anos pertencia à Família Escutista, “ embora no dia-a-dia aprenda com os jovens escuteiros”.

O Município esteve presente e representado pela Vereadora da Cultura, o Presidente da Direção Nacional da Fraternidade, o Secretário Nacional da Expansão, o Chefe Regional do CNE, o Chefe Regional Emérito do CNE, Chefes do Agrupamento do Fundão, Valverde e Aldeia de Joanes, os Núcleos da Fraternidade da Covilhã e do Teixoso e muitos fiéis e amigos que quiseram estar presentes neste dia da história do Fundão e do Escutismo na Região da Diocese da Guarda.

O Celebrante como Assistente do Agrupamento 120 do Fundão, investiu estes novos fraternos, colocando o lenço da cor da terra, onde tudo nasce, cresce e fortifica, num ambiente de grande respeito e aprumo perante Deus, a Igreja e a Pátria. Salienta-se que durante a homilia o Padre Jorge Colaço, teceu enormes elogios ao Escutismo, congratulando-se pela criação deste novo Núcleo, e explicando aos presentes algumas das bases estatutárias da Fraternidade Nuno Alvares.

Apos as investiduras, o estandarte do novo Núcleo do Fundão foi simbolicamente entregue pelo Núcleo da Covilhã, que esteve sempre presente na formação e preparação desta nova estrutura escutista.

No final da Eucaristia, e num gesto de grande espirito de união e fraternidade escutista, o Padre Jorge Colaço, chamou ao altar um representante de cada seção do CNE, um dos novos fraternos investidos e as representantes das Guias de Portugal, que explicaram à assistência a simbologia da cor de cada lenço usado. Explicou a continuidade do movimento desde tenra idade e a importância do mesmo na formação e na participação ativa na sociedade, tanto a nível social como religioso.

António Alves Fernandes

Aldeia de Joanes

Março/2016

Comentários

Comentários