GOSTO MUITO DE VER

Ando por aí a olhar

Ando a olhar para ver

Meu olhar não é em vão

E muito que vejo fazer

Alegra-me o coração.

Vejo, na terra a florescer

O amor e a bondade

A ternura e o perdão

Gestos de solidariedade

Em cada ajuda ao irmão.

Encontro pelo caminho

Flores de bem-querer

Gestos de terno carinho

Que às vezes vejo fazer

Ao mais pobre e pequenino.

Com frequência tropeço

Na fortaleza aguerrida

Uma forma de doação

Nas muitas entregas de vida

Valores de coração.

Gostei muito de encontrar

Ver valores em acção

E neste correr da vida

Se a todos dermos a mão

Seremos família unida.

Irmã Gracinda

Pinhel – 2015

GOSTO MUITO DE VER

GOSTO MUITO DE VER

Comentários

Comentários