Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. (cf. Lc 1,26-38)
Maria deixou-se modelar totalmente por Deus,
segundo o projeto original, sonhado para a humanidade:
cheio de graça e de santidade, num sim permanente a Deus.
Nada deve temer, pois Deus está com Ela,
imaculada desde o seu nascimento,
virgem de pecado e de idolatria,
consagrada ao Senhor, na humildade de Nazaré.
A sua vocação é a revelação de um Deus surpreendente,
que não se deslumbra com as aparências,
mas se inclina para os tesouros escondidos, mas verdadeiros,
a quem confia a maternidade e a guarda o próprio Filho!
A notoriedade social e publicitária e a rentabilidade económica,
são os grandes objetivos que cada um e cada empresa se propõe.
Para isso, usa-se a oratória, o teatro, a ironia, o disfarce,
a mentira, a notoriedade da solidariedade social, a corrupção…
Não interessa o que se é, mas o que convém que se seja!
É por isso que a desilusão mora na casa do divórcio,
o desencanto se conjuga com infidelidade,
o cansaço se mistura com o vazio e a insegurança,
a mentira grita arrogância e exige fama e poder!
Senhor, louvado sejas por Maria, modelo original de beleza,
simples e humilde, pura e preciosa, disponível e dialogante!
Louvado sejas, ó Cristo, Filho amado de tão grande Senhora,
que na cruz no-la dás como Mãe, para nos ajudar a conceber-Te!
Bendita sejas, ó Maria, cheia de graça de Deus e de amor por nós!
Envolve-nos com o teu manto e protege-nos do mal dourado,
que nos cega a verdade e nos afasta da vida no teu Filho!
Ajuda-nos, ó Mãe, a entrar com o coração puro e santo
neste ano jubilar da misericórdia divina, revelada pelo teu Filho!
Pe. José Augusto

Comentários

Comentários