Páscoa, luz de Deus.


A Páscoa é o momento umbilical da nossa fé, Jesus vence a morte e o pecado. Esta a é a luz que rompe horizontes de humildade e serviço, misericórdia e vida.


Jesus na Sua Páscoa, deixa-nos o sacramento e mandamento da caridade, com expressão visível no serviço e entrega aos outros. Ao vivermos na humildade de Jesus, esvaziando-nos do mal, saboreamos o banquete da Páscoa, e vivemos o mandamento do amor, amando como e com Jesus, dando vida e servindo a todos. O serviço é uma purificação em que recebemos vida nova, e sentimos a dignidade e a alegria de filhos de Deus.


Jesus na Sua Páscoa, tem o seu olhar e o seu coração, debruçado sobre a miséria de um povo, que continua a sofrer com uma pandemia universal. Precisamos de treinar o olhar, a linguagem, e gratuidade de Deus. Ele olha com simplicidade e sentido, não fala latim e nem canta gregoriano, conhece e conforta os sem-abrigo, é alimento generoso dos famintos, e remédio dos doentes. Coloquemos sob o seu olhar a nossa fragilidade, fraqueza, e pecado. Sejamos sensíveis, bondosos, e transparentes, e saboreemos a misericórdia. Hoje o Senhor nos redime e nos salva, com ternura, beleza, e carinho. Deus abre os seus braços para este encontro, e faz festa ao acolher-nos.


Jesus na Páscoa, ilumina toda a fragilidade humana, e converte-nos de forma natural em irmãos mesmo sem o procurarmos, e mesmo até daqueles que não gostamos. Somos irmãos na intempérie, no frio, na noite, e na dor, pois a luz a Páscoa tudo ilumina e vence. A fraternidade é o vínculo do amor. Somos membros de uma família, e isso faz-nos sorrir e chorar com os demais. Ser indiferente a um irmão ou irmã é ser indiferente a Deus. Vamos ao seu encontro!


Jesus na Páscoa, dá-nos saúde, que é bem-estar biológico, sociológico, social, e espiritual. Este dom de Deus, que vale mais do que o ouro, foi especialmente valorizado no ano passado! Deus dá-nos tudo aquilo que necessitamos para a vida com sentido e piedade verdadeira. Sejamos de maneira individual e colectiva, portadores a boa-nova, cuidando do nosso corpo, morada e templo do Espirito Santo, comprometidos no amor de uns para com os outros.


Uma Santa Páscoa para todos vós! Aleluia, Aleluia!

Hugo Martins, padre