Padre Hugo Martins: Mensagem no início do 9º ano do ministério sacerdotal

Hoje, e ao entrar em repetido silêncio, sei que sou pequeno, feliz, amado, e abençoado por Deus, que é sempre fiel, e dá vida plena àqueles que chama.

Convosco, hoje agradeço os abraços diários, que acolhem e envolvem o pastor no rebanho, as palavras inteligentes e sábias dos que fazem parte da solução, as mangas arregaçadas dos que comigo trabalham e partilham, para que a Igreja esteja atenta e disponível ao Espirito Santo, os sorrisos contagiantes de quem está na vida para fazer o bem, o silêncio e os joelhos dos que oram por mim e comigo ao Pai.

Hoje também Te agradeço, as oportunidades que que colocas diante de mim, gente que ainda não conhece a Tua beleza, gente que ainda não tem coragem para se deixar Amar, gente que não compreende que tu não és fonte de nenhum mal, gente que ainda não descobriu que sem Ti, nada podemos. Sim, que eu tenha para estes, um momento de paragem e mediação, um rosto de pai, o sorriso do Teu encontro, o abraço de quem conTigo acolhe, as mãos de quem ConTigo partilha, perdoa, e abençoa, e os pés de quem ConTigo caminha.

ConTigo, renovo a minha vontade de servir, aqueles que Tu ó Pai me confias.

A bênção e a paz,

Hugo Martins, padre.  

Comentários

Comentários