Notas da peregrinação anual da diocese ao Santuário de Fátima

               Teve lugar durante quarta-feira e quinta-feira a edição do ano de 2013 da peregrinação diocesana ao Santuário de Fátima. Esta peregrinação, presidida pelo bispo diocesano, marcou a abertura do ano pastoral diocesano.

            O primeiro ato, foi a celebração penitencial, realizada das 17:15h às 19:10h. Os 18 padres disponíveis acolheram cerca de 600 penitentes. Por sua vez o bispo diocesano refere aqui o objtivo de toda a peregrinação: “Vimos ao Santuário para nos colocarmos na escuta de Deus”. Refere-se também à densidade desta celebração como: “sendo a mais densa”. E faz um convite a todos: “ devemos acertar o nosso passo com o de Jesus”. E questiona: “O que Deus quer de nós?” E ajuda na resposta: “ Entreguemos-lhe o nosso coração”.

            Ao início da noite,(inseridos no programa oficial do Santuário) muitos quiseram responder ao convite de Nossa Senhora: “Rezai o terço todos os dias”. Pelas 21:15h, o bispo diocesano na capelinha das aparições, coloca para todos e sob a protecção de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, o novo ano pastoral diocesano perguntando: “…não será mais do que nunca importante viver o concilio [Vaticano II]?” e continua: “Temos de descobrir que Igreja o Senhor quer!… Prestando assim um serviço à sociedade”. O primeiro mistério do rosário, foi meditado com a colaboração da Diocese da Guarda, seguindo a procissão de velas, onde bem alto se rezaram e cantaram os louvores de Deus, que ali fez aparecer a Sua mãe.

            A vigília, participada por cerca de 700 pessoas, na basílica de Nossa Senhora do rosário teve início às 23:00h e terminou 75 minutos depois. Começando com a exposição solene do Santíssimo Sacramento, seguiram-se momentos de canto, silêncio, escuta da constituição dogmática “Lumen gentiumen” e meditação profunda orientada pelo sr. bispo sobre a o relato da instituição da eucaristia.

            No dia seguinte pelas 9:00h, o louvor da manhã teve lugar na basílica da Santíssima Trindade para cerca de 400 pessoas. Celebrando a solenidade da “Virgem Santa Maria, Rainha”, o bispo diocesano na homilia, opta por um convite ao silêncio profundo, e segue-se a incensação do altar, da imagem de Nossa Senhora, e do povo de Deus.

            A eucaristia, por suas vez, decorreu pelas 11:00h, participaram 7000 pessoas, entre as quais; alguns acólitos, seminaristas, diáconos, 31 padres diocesanos, d. António Ramos, e o nosso bispo diocesano que a ela presidiu. Nela o bispo diocesano aponta os grandes desafios do novo ano pastoral diocesano (confrontar homilia) e agradece ao Santuário na pessoa de monsenhor Luciano Guerra o acolhimento prestado.  

Hugo Martins – padre

Comentários

Comentários