Tesouros por descobrir.

Acabou no domingo passado, dia de Corpo de Deus, mais um ano de catequese na paroquia de Penamacor.

Este último ano, deu para descobrir vários tesouros escondidos, pois as crianças são um mundo aparte, elas vêem tudo de maneira diferente, e sabem analisar Deus e a fé de uma maneira tão sua que me fazem uma certa inveja. 

Este ano que passou, deu a paróquia 3 acólitos, meninos da catequese e pelo que vejo vieram para ficar e dar frutos, pois tem um interesse que me deixa abismado e constrangido com a maneira e a rapidez com que querem aprender tudo e fazer tudo. Fazem perguntas as quais eu penso ”como é que eu não isto” ” nunca tinha pensado nisto”. Esperemos que o próximo ano seja mais frutuoso como este ou pelo menos igual!

Então neste domingo na solenidade do Corpo de Deus, como vem sendo hábito, ocorre a festa final da catequese em que os diversos anos da catequese, fazem as suas festas, da Palavra, do Pai Nosso… Sendo as principais a da primeira comunhão e a profissão de fé. As crianças que fazem estas festas ficam encantadas em fazer as leituras e em participar mais activamente na Eucaristia. Um deles dizia-me dias antes de fazer a primeira comunhão (no dia das confissões), como é que se ia confessar e falar com o padre Joaquim, sem o conhecer? A minha resposta foi imediata ”só tens de dizer a verdade, e tudo vai correr bem não te preocupes!” quando saiu de lá só me disse ” não custa nada, até e bastante fácil”.

Esperemos que com as festas e com a integração das crianças se renove a igreja e tudo o que dela depende, que traga vocações e no mínimo verdadeira fé. 

Jmaneiras

Tesouros por descobrir.

Tesouros por descobrir.

Comentários

Comentários