Assim fala o Senhor: ‘Comerão e ainda há-de sobrar’» (2 Reis 4,42-44)
Deus, no seu amor, é providente e a sua paternidade é fontal.
De toda a criatura faz uma fraternidade filial,
colocando o ser humano ao serviço da vida e da comunhão!
A natureza é generosa e dá-nos o que precisamos, e ainda sobra!
A partilha e a recolha do que sobra, para que nada se perca,
revela o coração de Deus em Jesus e constrói a paz!
O Filho de Deus é doação de vida, repartida como pão,
no alimento da sua Palavra e do ser Corpo,
para que a ovelha perdida se encontre e se cure e se sa lve!
Somos uma sociedade ansiosa por acumular,
consumir, esbanjar e desprezar o que sobra!
Por isso a natureza sofre de exploração intensiva,
que desequilibra a regeneração natural,
sufoca pela contaminação do lixo e da poluição,
e adoece febrilmente, deprimida de tanta ingratidão!
O individualismo acumula para si, criando obesos,
e deita no lixo o que sobra,
num gesto de indiferença ao que tem necessidade!
Senhor, Pai nosso que estais no Céu,
dai-nos o pão de cada dia e o dom da caridade compassiva!
Cristo, Emanuel, Pastor e Irmão de caminhada,
ensina-nos a ser doação de vida e de pertences,
para que ninguém se perca, nem morra de fome, e se salve!
Espírito Santo, Sabedoria da fraternidade humilde e sóbria,
ensina-nos a recolher o que sobra e é marginalizado:
o pecador sem esperança, o refugiado que foge,
o pobre de espírito, o necessitado de pão, o disfuncional!
Faz de nós membros ativos da tua Igreja,
pela caridade, pelo cuidado e pela evangelização!Assim fala o Senhor: ‘Comerão e ainda há-de sobrar’» (2 Reis 4,42-44)
Deus, no seu amor, é providente e a sua paternidade é fontal.
De toda a criatura faz uma fraternidade filial,
colocando o ser humano ao serviço da vida e da comunhão!
A natureza é generosa e dá-nos o que precisamos, e ainda sobra!
A partilha e a recolha do que sobra, para que nada se perca,
revela o coração de Deus em Jesus e constrói a paz!
O Filho de Deus é doação de vida, repartida como pão,
no alimento da sua Palavra e do ser Corpo,
para que a ovelha perdida se encontre e se cure e se salve!
Somos uma sociedade ansiosa por acumular,
consumir, esbanjar e desprezar o que sobra!
Por isso a natureza sofre de exploração intensiva,
que desequilibra a regeneração natural,
sufoca pela contaminação do lixo e da poluição,
e adoece febrilmente, deprimida de tanta ingratidão!
O individualismo acumula para si, criando obesos,
e deita no lixo o que sobra,
num gesto de indiferença ao que tem necessidade!
Senhor, Pai nosso que estais no Céu,
dai-nos o pão de cada dia e o dom da caridade compassiva!
Cristo, Emanuel, Pastor e Irmão de caminhada,
ensina-nos a ser doação de vida e de pertences,
para que ninguém se perca, nem morra de fome, e se salve!
Espírito Santo, Sabedoria da fraternidade humilde e sóbria,
ensina-nos a recolher o que sobra e é marginalizado:
o pecador sem esperança, o refugiado que foge,
o pobre de espírito, o necessitado de pão, o disfuncional!
Faz de nós membros ativos da tua Igreja,
pela caridade, pelo cuidado e pela evangelização!

Padre José Augusto

Comentários

Comentários